Biópsia de Próstata Focal por Fusão com Ressonância Magnética

O que é Biópsia de Próstata por Fusão de Imagem?

É a biópsia de próstata que une a imagem da ressonância magnética com a imagem do ultrassom transretal. 

Quem tem que fazer a biópsia de próstata?

O diagnóstico de câncer de próstata é feito pela biópsia da glândula guiada por ultrassom, que deve ser solicitada quando há aumento do valor do PSA e/ou alteração do toque retal. 

Quais as vantagens de realizar biópsia de próstata por fusão de imagem? 

A biópsia de próstata é realizada habitualmente com ultrassom transretal. Entretanto, estudos mostram que a biópsia de próstata convencional guiada por ultrassom pode apresentar falha em até 40% dos casos. Isso acontece pois o ultrassom isoladamente não consegue identificar a área doente de maneira precisa e dessa forma o urologista não consegue colher amostras para análise da forma adequada. 

O método de imagem com melhor acurácia para  identificar áreas suspeitas é a ressonância nuclear magnética multiparamétrica.

Então, para melhorar a acurácia da biópsia transretal temos disponível a fusão de imagem (ultrassom com ressonância magnética) que usa as imagens geradas pela ressonância nuclear magnética e as imagens geradas pelo ultrassom transretal. As imagens dos dois métodos são sobrepostas (fusão) no computador e permitem guiar o local correto da biópsia e aumentar a chance de achar o câncer. 

Dessa forma, evita-se que o paciente seja submetido a biópsia repetidas vezes e a chance de conseguir um diagnóstico mais preciso e seguro aumenta.

Quem realiza o procedimento?

A biópsia por fusão precisa ser feita por um urologista que tenha domínio da técnica e o paciente precisa estar anestesiado e dormindo. Desta forma, contamos com a presença do anestesista para auxiliar no procedimento.

Preciso ficar internado?

Não há necessidade de internação. Em geral, o paciente recebe uma sedação e o exame dura cerca de 40min. Após repouso de cerca de 1 hora, é liberado para casa com acompanhante. Após 24 horas, está liberado para suas atividades habituais. 

Quais são os riscos? São maiores do que a biópsia tradicional?

Não há maior número de complicações com a biópsia de próstata por fusão de imagens, quando comparada à biópsia convencional. Os riscos do procedimento são semelhantes e realizando o preparo adequado e obedecendo as recomendações médicas, evita-se complicações.

Marque já sua consulta!